Drömma

aisling . dream . rêve . sogno . sonho . sueño . traum . śnić
Drömma Dreaming Logger — Coleção de Sonhos — Sonhário
Verrugas / Hannap

Estava caminhando na praia olhando pra uma verruga no dedo. Eu estava preocupado com ela. De repente vejo que surgiram outras verrugas grandes no braço. Eu via elas brotando grandes, fofas e marrons, na altura do bícepes.

Eu percebia que aquilo era prenúncio de alguma doença que eu havia contraido e que o corpo estava expelindo.
Larvas gordinhas / L.

Larvas gordinhasAntes de deitar, fui lavar o rosto e apertei uma espinha no meu queixo, daquelas internas que doem para sair. Depois, sonhei que estava com parte minha perna esquerda cheia de caroços. Comecei a apertar um desses caroços e uma gosma branca saiu. Mas, olhando bem, não era uma gosma... era uma larva! Bem gordinha por sinal! Então me apavorei e comecei a apertar todos os caroços para tirar aquelas larvas da minha pele, e com muito cuidado, por que no sonho as larvas podiam reconstituir todo o corpo com qualquer pedacinho. Precisavam ser extraídas inteirinhas.
esquerdocelha / h.

tava em casa na correria das camiseta ai comecei a fazer uma ilustração maluca de um cara

ai tudo que eu fazio nele aparecia em mim

fiz uma segunda sombrancelha esquerda nele e apareceu em mim, ai eu naturalmente fui ate o banheiro peguei uma pinça e depilei a minha sombrancelha
O celular do destino. / Hannap

Sonhei que morava com a Pat Lobo numa casa muito grande de pé direito muito alto que tinha água na altura de uns dois metros. A gente andava pela casa nadando. No nível da água estavam as janelas da casa. Me lembro de mergulhar na sala pra pegar coisas na gaveta.

A água cobria todos os cômodos. Era muito bom viver lá. Me lembro de nadar nu com uma mulher mais velha.



Depois o sonho mudou de rumo e eu estava em uma praia com meu pai e com a Paula Mello. Era uma praia estranha, pequena com um portão na entrada. A gente entrou e não tinha muito sol porque ela era cercada de árvores. Eu estava com muito medo que a Paula entrasse na água e subi à esquerda em uma pedra que batia sol e fiz uma conta no celular. Na conta eu colocava o nome dela, o tempo de permanência na água e outras variáveis. O resultado apareceu na tela "MORTA". Eu desci correndo pra mostrar pra ela, apavorado, mas ela ficou tranquila, disse que tinha feito a mesma conta com um tempo de permanência menor e que não havia problema. Então nós nadamos na água, no beira, e me lembro da sensação que extremamente boa.
Monolito com limo / dmtr

sonho 15 julho 2005

estava num lugar meio perto de caçapava, estavamos vendo algo de uma festa ou um show pra ir, mas estava meio dificil. era no meio do campo e despontava do chão uma pedra extremamente geométrica, cheia de musgos em cima... acho que devia ter um meio quilometro de comprimento e era uma rampa inclinada meio trapezio, e depois subia mais um pouco. O lugar da festa começava perto da pedra mas eu tinha certeza que tinham galerias secretas percorrendo toda a pedra.

estavamos andando pra encontrar a entrada do backstage, num corredor com muitas portas, quando a gente se depara com um velho que talvez fosse o dono do lugar. O velho era bem bizarro e me cumprimentou de uma forma estranha. a sala era velha meio suja e escura, e tinha um cachorro estranho em cima da mesa. o velho explicou que o cachorro estava morto, mas nunca usando a palavra (morto),, sempre falava que o cachorro um dia tinha dormido e tinha ficado daquele jeito. ele era de um couro velho e raros pelos brancos e compridos. as bochechas pareciam duas bolsas. eu ficava me perguntando como nao apodrecia



ainda aí tinha um mapa aéreo de caçapava e de uma trilha indígena com alguns pontos turísticos como esse, nao visiveis no google earth
Viagem Onibus Policia Futuro / dmtr

estava num onibus viajando no entardecer pra algum lugar, e com alguem q nao lembro quem era. talvez fosse meu irmao. Vi uma menina q era a susi , minha chefe do meu primeiro emprego, e fui puxar conversa. ela tava igual mas como eu mudei bastante resolvi puxar assunto e esperar pra ver se ela me reconhecia. Quando eu falei oil.... suzi, ela falou: meu nome eh leticia, e duas amigas delas vaiaram, pensaram q eu tava trovando a evangelica desgracada.

depois numa parada, a gente estava andando de motinho eu e uma mina, e bage estava bem diferente, acho que era o futuro, era alguma hora da madrugada quase amanhecendo e iamos a uma padaria comprar alguma coisa pra comer.

tinha algum movimento pesado da policia. ninguem dava bola mas eu estava com medo. de repente ligaram umas luzes muito fortes na rua inteira e vieram um monte de policiais pra minha volta, gritando e apontando umas armas

eu fiquei sentado no chao com as maos a mostra, enquanto um policial disparava uma especie de morteiro numa cerca perto de umas casas ali. esse morteiro ficava enterrado e fazia o papel de mina, caso alguem pisasse ali explodiria.

eu estava com uma mochila na mao, e achei que eles fossem revisar tudo, nao conseguia pensar direito. fiquei suando muito e apavorado, da? os guardas pararm de me apontar armas, como se vissem q eu era inocente, nem olharam a mochila, e ainda me emprestaram uma garrafa dagua pra tomar. era uma garrafa de agua mineral plastica com o gargalo cortado. eu tomei e era uma agua meio quente, nojenta
No-nose / dmtr

Sonhei q estava em bage ou algum lugar parecido e encontrei uma menina meio gorda q estava estudando, pediu pra mim andar de braco com ela. estava muito nervosa por alguma coisa e eu perguntei se era trabalho de conclusao da faculdade. Acertei em cheio.

quase chegando em casa?? passamos por alguns jovens bem modernos. acho que eu estava no futuro, me sentia meio velho. as adolescentes lindas tinham mania de cortar a ponta do nariz, ficando uma ponta oca cauterizada na frente, expondo a mucosa e tudo. era como uma forma nova de piercing, pessoas lindas fazendo esse tipo horrivel de coisa, nao tinha como nao ficar olhando. tambem podia ser algo relacionado a drogas.

teve uma festa tambem onde tudo era muito caseiro, uma banda tocando e coisas acontecendo mas eu nao lembro direito.

eu precisava sair de casa pois estava pra alugar uma casa, junto com uns amigos. Eram uns quatro ou cinco, todos do rock, dois bateristas. A casa era bem bonita de madeira com dois andares e vidros muito grandes, mas eu ficava pensando se ia conseguir trabalhar / estudar dentro de tanto barulho
Celular / Tai

dia desses

sonhei q quebrava meu celular em pedacinhos

meu objetivo

era q todos eles despertassem de manhã

assim eu nao correria o riscoi

de nao acordar

sim.. q elesdespertassem todos

aí o barulho seria mais alto
car dream / Im

I was in a well tuned car I kept driving up to the edge of a cliff and backing up.
cravo virulento / h.

sonhei q tava tirando cravo da cara

ai qndo apertava saia uns bixos parecidos com minhocas mas com uma casca umida e mole

e eu tirava na maior naturalidade

eles ficaram na pia do banheiro.