Drömma

aisling . dream . rêve . sogno . sonho . sueño . traum . śnić
Drömma Dreaming Logger — Coleção de Sonhos — Sonhário
Antilhas / Pat Lobo

Tava comversando com o Gustavo Peres no skipe e ele me disse que no dia seguinte ia pras Antilhas. Ele me mostrou uma série de imagens aéreas de rochas imensas que saíam de dentro do mar. Daí eu vi que nas rochas haviam rostos de mulheres pintados muito grandes acompanhando o formato das rochas, eu vi que eram rostos conhecidos de pinturas antigas tipo a mona lisa e achei tudo muito bonito.
Laptop naufragado / Pat Lobo

sonhei que acordava no meio da noite eu pisava no chão do meu quarto e tava tudo molhado. Dormi de novo e quando acordei vi que todas as minhas coisas estavam molhadas. Na hora eu corri pra ver se meu laptop tava molhado e por sorte só tava um pouco e bastou eu passar um paninho pra secar. Olhei pro teto do meu quarto que estava azul e tinham muitas bolhas de água. Fiquei pensando que agora eu tinha que falar com o vizinho pra resolver a situação.
Eco sem lógica / Pat Lobo

sonhei que estava no sítio com o Guilherme, a Joana e o Maurício. Dentro do meu quarto tinha uma escada que ia pro outro andar aonde dormia o Guilherme. Eu pedia pra ele descer e vir dobrar as roupas mas eu olhava pra escada e via ela toda cortada em vários pedaços que se repetiam e iam diminuindo até que o pedaço final era muito menor que o pedaço inicial. A Joana tava num sofá dentro do quarto mas eu num via ela só sabia que ela falava com o pai dela no telefone.
Sem a vista do Cristo / Pat Lobo

Sonhei que tava com o Cal na vilazinha, a casa dele tava toda desarrumada, suja e com a rede caída no chão e tinha um quadro muito grande na porta que num deixava a gente entrar na casa. Da fresta eu conseguia enxergar a Karina e a Ciça lá dentro elas diziam que tava muito pesado remover o quadro e que a gente ia ter que voltar outro dia pra casa. Daí ele começou a falar que tinha que mandar pela Marina uma foto ampliada antes dela viajar. Eu reclamei que num tava dando pra ver o Cristo.
+ dois filhos / Pat Lobo

+ dois filhosSonhei que tava numa espécie de orfanato que tinha uns guardas na porta e era muito difícil sair de lá com uma criança. Mas mesmo assim eu saí meio escondida com um menino pra eu cuidar. Nesse mesmo dia eu tinha visto outra criança e quando cheguei em casa pensei em voltar e buscar a outra. Achei que o guarda não deixar mas fui mesmo assim. Quando peguei ela no colo e estava para sair meus pais e minha irmã comentaram que ele tava com o cabelo muito feio, o guarda se aproximou então pra aparar rapidinho o cabelo dele. Ele abriu os olhos um pouquinho pra ver o que estava acontecendo me viu na frente dele deu um sorriso e fechou os olhos. me deu vontade de chorar, daí eu fui embora levando ele lá pra casa.
Dourado o estressado / Pat Lobo

Sonhei que o Fred tava na polícia resolvendo o assalto dele. Puto porque ninguém resolvia nada. Ele tava na Barra e entrava num hotel, pegava uma luneta pra procurar os ladrões. Nessa hora eu apareci e abracei ele pra ver se ele ficava mais calmo. Depois a gente aparecia na casa dele na cama. Eu queria transar com ele e ia dando beijinhos pelo corpo todo mas ele tava mau humorado e com a perna quebrada. Minha irmã tava no canto da cama cantando e mexendo numas cartas de baralho. daí ela saiu e ele disse que ela tinha uma voz bonita. Então lembrou do irmão dele e disse: ahhh o galery, o galery...e pegou a guitarra dele pra tocar.
Noite intensa - Mix de sueños / Pat Lobo

1 - A Joana falava com a Paloma que já estava com toda a campanha administrativa pronta!



2 - Tava num quarto aonde existiam duas camas de solteiro com uma colcha feita a mão. Do lado tinha uma estante, nessa estante uma foto de uma menina dormindo e vários livrinhos, perto dos livros vários escritos e recortes sobre namoro, tinha tb. uma lombada de um livro recortada com um título também sobre relações. Do lado uma havaianas branca com assinatura de amigos (Dani, Gui...). Tinha algo de yoga tb.



3 - Tava com meu pai parada dentro de um carro na curva e perguntei: pai num tá meio perigoso a gente ficar aqui bem na curva? daí ele moveu o carro pro mato e a gente quase caiu num abismo mas eu consegui puxar meu pai com uma toalha e a gente se salvou.



4 - Eu e a Joana estávamos num barco no meio do mar aonde perto existiam outros barcos maiores. A gente caiu na água e fomos puxando as cordas das ancoras para irmos nadando...tinha um menino que ia na frente nos indicando o caminho.
6D on dromma / Pat Lobo

Tava na 6D com a Malica só que a 6D ficava num sítio parecido com o de Araras. Ela começava a falar alto gesticulando muito e eu e os meninos ficávamos disfarçando o riso. De repente o cabelo dela começou a enrrolar no colar do Lula e cada vez mais que ela falava o cabelo ia enrolando até que veio a Joana e com uma tesoura cortou o cabelo da Malica e ela ficou com uma parte da cabeça sem cabelo. Eu num gostei pq. estragou todo o colar do Lula.
Salada / Pat Lobo

SaladaSonhei que tava na casa do Bruno fazendo uma salada e achei que a salada precisava de mais ingredientes. O Bruno disse que a gente tinha que ir na praia buscar o que faltava. A gente entrou na agua e ficou mergulhando muito fundo aonde passavam vários peixes bem grandes e bonitos pareciam umas carpas com o rabo bem comprido a nossa sensação era muito boa e a gente ria muito.
Pesadelo tosco / Pat Lobo

Tava no ônibus e um cara moreno passava a mão no meu cabelo. depois a gente saltou e fomos ao restaurante mas daí eu percebi que tava pelada e disse...num dá eu tô pelada! então ele disse pra eu pegar minha roupa no carro mas eu falei que ele ia pegar pra mim. Daí a gente saiu e se deparou com uns pivetes na rua com uma gilete na mão eles iam cortar um cara que tava jogado no chão, quando eu olhei pra baixo vi que era o Johnny ele tava tão cabeludo e barbudo que eu quase num reconheci, tinhas os olhos vermelhor e tava drogado. Eu e o cara continuamos andando eu num queria ver o Johnny ser cortado!
alcachofras / Pat Lobo

Tava com o Bruno na casa da mãe dele na Urca, a gente tava na rede eu eu fazia carinho nele. De repente veio a Virgínia e disse que na feira tava vendendo as alcachofras e que ela tinha que comprar pro almoço. A gente saiu e foi andando com ela até uma rua sem saída lá no fudo a gente viu um cahorro amarelo eu fiquei com medo de ir até lá por causa do cachorro mas o Bruno disse que num tinha problema que o cachorro era amigo dele.
Ouro Preto / Pat Lobo

Eu tava num campeonato tipo uma gincana o prêmio era um monte de lápis pra
desenhar. Tinha um cara participando e eu num gostava dele. A gincana era
dentro de um restaurante de repente começa a entrar um monte de gente pra
assistir daí entrou o Gustavo Peres com um amigo eu gostei porque não tinha
ninguém conhecido e daí o Gustavo podia torcer por mim. Então eu vi que ele
tava com um brinco no nariz e tinha uma corrente presa até outro brinco na
bochecha. Eu olhei e falei - Gus num gostei disso não. Daí ele disse que era
legal e que ia pra Ouro Preto. Olhei pro amigo dele que tinha o mesmo brinco
só que a corrente repuxava e deformava o rosto dele, o cara disse que era
legal mas eu olhei pra cara do Gustavo e ele não parecia muito convencido não.