Drömma

aisling . dream . rêve . sogno . sonho . sueño . traum . śnić
Drömma Dreaming Logger — Coleção de Sonhos — Sonhário
Flávia
de
e
o
a
ele
uma
do
eu
era
um
estava
no
com
em
não
para
da
tinha
se
meu
-
minha
na
mas
me
as
por
os
pra
ela
casa
ao
pessoas
à
muito
dele
mão
mãe
como
mais
disse
lado
loja
rosto
havia
num
dois
estranho
cuja
numa
pela
caixa
pelo
deveria
ter
começou
corpo
coisas
tudo
fazer
ninguém
ver
onde
além
realmente
dar
alguma
fiquei
alguém
normal
meus
sempre
fundo
quando
sabia
todo
coisa
cada
estávamos
até
encontrei
fui
amigos
mesmo
mortos
pessoa
sonho
cachorro
festa
quer
bem,
mãos
respondeu
outro
tigre
outra
contra
forma
acesso
"L"
muita
mar
saleta
causa
toda
continuei
água,
fora
ser
chegar
estavam
quase
isso
pegar
é
tranca
nas
assim
debaixo
cerca
nos
foi
muito,
sonho,
O
garagem
batendo
Pensei
usar
escrito
fim
porque
está
nem
entrar,
deixe
Ramalho
Elba
certo
conhecia
invadir
sem
vi
essa
pedir
pedra
pegou
Achei
Havia
eram
ou
passou
chão,
parte
vez
grande
ficava
porta
No
mesa
elas
parentes
logo
tão
Eu
bem
várias
loja,
(no
qualquer
visível
cabeça
sangue
mim
pai
caixa,
notei
olhos
gaveta
ainda
movimento
Ele
entre
dado
descobrisse
sofá.Mas
doente.Falei
aparência
devolver
exatamente
bastante
aconteceu. Foi
sal
Gabriela.Como
enxergar
pedi
tossia
sala.Ele
bandido
contato,
irmã;
possível
temíamos
gritos,
lente
rir.Aproximei-me
arrombarem
começaram
porta! -Tudo
eu,
exceto
todos,
vamos
bati
cômodo
chão
sofá. De
costas...caiu
dentro
suas
nadar
mar,
ouvíamos
bruços
pome,
bom!Empresta! Era
espécie
pedra. O
quebrou
todo,
maior
descobrimos
feito
pome.Uma
existia
inferior
vão.Tal
piscina.Não,
mar.Na
mal
verdade
escrivaninha,
alcance
ampliado
iluminado
criado-mudo
isso:
acompanhado
assaltante
seguidas
achei! -Nossa,
empoeirada. Entrou
baixinha
ele,
enfraquecido,
deitou
fez
vezes
pergunta
olha
entrada,
vivo. -Ei,
sentido.A
impedir
humano
móvel
bateu
apertado
frente
quantia
nunca
Gabriela
ela,
empolgou
idéia: -Nossa!Vamos
caído
umprojeto
novamente
entendi. Olhei
possam
adotar
Gian. A
animais?Tem
gente
quer,
sei. A
campainha
soa
imediatamente
faz
Caroline
brincar: -Já
pensou
pararam.Mais
riso
cachorro?
arrepio.Fechei
levando
vultos
intenso
pude
abri
estranhos. -Pai?Estava
turma
reunida
esse
Gian.A
desagradável
abaixar.Durante
lamento
conectada
corredor
dava
sinal
resto
sobrado. -Esse
dando
saco,
tentei
vai
portão
forcei
escadas
sua
viera
Gian.
devido
ângulo
indivíduo
pai,
vinha
chão.O
subindo
bater
pessoas,
jogar
pai...procurei
chão... -Carol,
razoável
porta,
rápido!Não
favor! -Essa
chave
embutida
escorrendo
vem
localização
Gian!" Corremos
dúvida,
cachorrinho
estimação? Olhamos
ainda;
janela
riam
sabíamso
Gian
irmã
grande.Olhei
vão. Achei
sujeito
porta. "Não,
Gian!Não
hemorragia
provocasse
você
conhece!Ele
queda
entrando
apenas
cachorro!Não,
ali
conhecidas,
olho
ir,
dorte. Nós
par
Meu
dupla.
competição
genealógicas.Era
ligações
facilmente
ganhamos. Eu
si
conhecem-
afinidades
criar
explicaram-me
episódio,
passado
um. Depois
visto
expressão
abracei
Quando
sonhar
acabara
contando
podreNo
peixe
sala.era
tapete
acolhedor.
voltas
demos
comemorar
novamente. Pra
abraçá-lo
quis
soltá-lo,
tive
juntos
jogo
posição
movendo.
lá,
tirar
queria
doendo,
força
Mordia
dentes.
fazia
seus
abocanhou
medo. Lentamente,
reação
nenhuma
esboçava
vindo
continuou
pressioná-la
analisava
nada.
lesse
único
avô
dadas
paralisaram
momento,
despedindo...num
partes. Todos
Queria
ambas
reunidos
A.,
Tia
antiga
silêncio.Na
soltasse. Mas
pensamento
familiares
Porém
tínhamos
desfecho
antecapa
aba
dela,
dados
menina
percebi
bloco,
estragada
final
palavra
linha
coubesse
talvez
pequenas,
folhas
olhar
completa.
Abri-o
desisti.Mais
vejo
apropriada
esta
dizia
atrás
colado
adesivo
reparo
volta
chegando
Hércules..Quando
Snoopy,
bonecos
infância
relembrando
idade
meia
estou
adivinhar
bonito...!
deixaria
única
levantei,
Tão
queria.
pingüim
nenhum
pelúcia,
Pingüim.
personagens
caixas
amontoado
Pingu.
algo
procurava
brinquedos,
sonho.Numa
combinações
comprá-lo,
Convenci-a
circular
lindíssimo.
Pingu,
pequeno
bloquinho
seção
filhos).Na
filhos
facilmente;
pros
caderninhos
levava
esconder
tentou
tio
mais,
procura
azuis
começava
chão.
quisesse
aqueles
podia
morava,
condomínio
Nós
pingüins!"
pegue
pingüins!
"Flávia,
material
corria
Eu
sonho.
ritmo
Esse
pressa.
necessário.
pessoa. Pressa,
Alguns
Deus!
aproveitei
autógrafo;
cinco
próxima.
qual
sobre
encartes
conheciam. "Ai,
muitos
mesa,
perto
Sentada
branco.
supermercado
descobrir?"Entrei
E
Björk
conversar. Disse
terceira
azul
olho,
pôs
porém
lente,
estragar
jeito
dei
ardeu
lente.No
enchendo
principalmente
(e
molhando
inteira,
mergulhar
percebia
sal)
identificava
sal.Que
corram!Rápido! -Mas
jeans
calça
clara
Minha
apressados.
alguns
acompanhada
sal? -Ah!!Agora
quarto
naquele
fugir
escrito)
festa,
(estação
metrô
Gabi.. -Rápido! Pegamos
sal.Eu
joguei-as
nada
discografia
madeira
caixote
mulher
garamagem
casa,
rampa
suportava
novo.SUbinda
depois
artificial,
inseminação
tratamento
esses
difícil
sumido! Então
tentava
cachorro...mas
cartaz
obedece
chaves.
molho
chocolate
minhas
simplesmente. Eu
vindo,
calmos
"Tigre
passos
avançava
entrando,
ia
20x" Conforme
menos
maltratado
tudo. Foi
direção,
daquela
computador
sairmos.
nascido
proveta,
animal
Era
dedo.
tamanho
1/3
prematuro;
ganhado
supermercado...vazio,
patinando
saí
sei-lá-o-quê. Então,
encartes),
aos
(referindo-me
sinal.Eu
Desliguei
também
gostado
chamar
veio
buscá-lo. Minha
voltar
preguiça
entanto
esmagado,
rabo. Mas
voar
poderia
computador.
sol
tomar
correr
poder
cão. Deixei-o
perder,
guardassem