Drömma

aisling . dream . rêve . sogno . sonho . sueño . traum . śnić
Drömma Dreaming Logger — Coleção de Sonhos — Sonhário
a fuga / papaléguas

Sonhei que o Gustavo Peres tava preso num cubículo perto do cinema Leblon. De alguma maneira consegui uma chave douradinha que abria a porta pra ele sair. Fiquei esperando a hora da sessão do cinema pra que na hora da fila ele pudesse sair e se misturar com as pessoas sem que ningueem notasse. Mas na hora do filme o guarda abriu a porta da prisão para que entrasse mais gente e eu o vi num canto com várias outras pessoas lá dentro. Ele me viu e sinalizou que iria ficar na altura em que eu estava. Então eu joguei a chave por debaixo do tapume que tinha em frente ao cubículo pra ele poder sair e fui embora. Caminhando pela Carlos Gões fiquei imaginando se ele conseguiu sair e como ele ia conseguir ir ao banheiro com aquela quantidade de gente no cubículo.
Laptop / L.

Eu estava dormindo com meu namorado, e sonhei que acordei e peguei meu computador para trabalhar na cama mesmo. A princípio era um laptop, mas quando terminei meu trabalho, vi que era um monitor separado do teclado. Daí fui puxando os fios e vi que era um computador normal, e que todo o resto (CPU, estabilizador e só uma caixinha de som) estavam dentro da fronha.
html toilet / Im

I had this dream where i needed to go to the toilet.. really badly.. but I had to go to a neighbours house to go to the toilet.. I went their several times. and it had a strange layout. which looked exactly like a web form with a submit button, textareas and POST address.



So instead of going to the neighbours house I decided to load dreamweaver and code my own toilet. I woke up needing the toilet.
sigilo / iei

Duarnte todas as noites eu e o Dimi nos encontrávamos...mas eram encontros meio secretos...sempre numa peça apenas com uma luz amarela ligada...mesmo só estando eu e ele a gente conversava tri baixinho...parecia que falávamos de coisas secretas...parecia q a gente trocava informações sobre assuntos secretos...
sueño de avion en un avion / ags

sueño de avion en un avionnoche vuelo sp-paris 23/05/05-24/05/05

Estaba en un avión muy grande. eran todos uruguayos. el piloto era parecido a caqui b.. habia otro que también manejaba, re macanudo, se llamaba tico o algo así. El sistema de aviación era muy extraño, eran como 2 aviones en 1. Uno gigante y otro pequeño por adentro que en algunos casos se desinflaba. El gigante era transparente . Ibamos a pasar rodando (no volando) por el medio de una ciudad, entonces el pequeño se desinfló y quedamos transparentes. yo agarré el avión pequeño y me quedé jugando con el. El avión grande tenía una rampa de curvas. Llegabamos a Paris, era bien loca la llegada. Primero un castillo bien loco y todo eso aterrizzamos después más campo y castillos, ciudades y después paris. En una yo creía que no íamos a precisar más del avión chico y lo tiraba por la rampa de curvas. Después el piloto me decía que si lo íbamos a precisar, pero por suerte nadie se enojaba mucho.

my dream / http://www.fotolog.net/mynameislove

i went into a house and there was a hole in the wall..this hole was strange and i had to touch it but when i touched it i fell into it and i found myself in a new house with the same wall and the same hole...but this time i didn't want to touch it and i went into a new room,this room was green and i heard babied laughing and i was so happy that i had to cry,then all the babies changed ther laughter into crying and i wanted to get out...but when i got out,i was sitting on a bus with my sister, one of my former school teachers and some of my friends, we didn't notice each other and it seemed that everybody didn't care for nothing but themselves...my former teacher was driving the bus and i wanted to know where we would go and he told me that we will go to my uncle's house and i had to give him a watch for his birthday,because my uncle would celebrate his 34year old birthday and then i said that i lost the watch and i had to go out of the bus to walk back home....



unfortunately i don't remember more,i only remember some little scenes...



and i don't have any idea what this dream means nor if it has a meaning at all.
Bolo de banana / Hannap

Sonhei que estava andando de montanha russa dentro de uma casa. Havia um trilho que passava por entre vãos muito estreitos da casa. A montanha russa era tão foda e rápida que às vezes eu virava de cabeça pra baixo e desgrudava do banco. Me lembro de sentir meu corpo todo pra fora do carrinho. Essa casa também era estranha, cheia de passagens estreitas. No carrinho da frente estava a Luciana. Ela ria muito, quase diabolicamente. No final pulamos do carrinho e saímos em um quarto. Caímos sentados, eu e ela. Ela estava de pernas abertas e pegou uma faca. Cortou da cintura pra baixo. Mas não era um corpo normal, era uma mistura de corpo deformado com bolo de banana. Ela estava cortando um pedaço de si mesma para dar a alguém. Daí eu pedi pra cortar ela também, um pedacinho. Só que eu cortei muito pra dentro, eu queria uma parte sequinha mas cortei perto do abdômem e tava rechado de bananas. As bananas começaram a escorrer como vermes. Me arrependi.
Vinho de Vômito / Rogerix

Durante uma balada estranha, reparei que pessoas bebiam freneticamente um vinho meio branco. Na curiosidade acabei pedindo e bebendo o tal vinho, que no lugar do rótulo tinha a imagem do primeiro disco do new order...arghhhhh...tinha gosto de vômito!!! O melhor foi que antes e dormir tomei vinho e olhei um livro do Peter Saville..agora o vômito, veio de brinde!
coruja do além / indio

Sonhei que estava no pátio de casa e tinha um indio velho, meio xamã que me chamou ali fora pra conversar.

O velho veio com uns papos sobre adquirir conhecimento, e que eu não precisava ter medo. Nisso ele chama uma coruja branca, daquelas capa de revista da national geographic. Ele disse que se eu não temesse a coruja ela iria me dar todo o conhecimento que eu precisava. Dai eu ja fiquei com medo só pelo cara dizer. Mas pensei bem e vi que era uma bobagem. Então estiquei o braço e evidentemente fechei os olhos.... a coruja alçou vôo e pousou no meu braço. E apertou as garras pra caralho tava desconfortável aquilo. enquanto eu não parei de ter medo ela não alivio a pressão. Então deixei o medo ir embora. Então ela soltou o meu braço. E abriu o bico e começou a morder minha cabeça. Colocou toda a parte capilar cabeçiana dentro do bico e dava umas apertadinhas... tava sinistro.... pq era tri desconfortável ainda mais quando ela começou a usar a lingua pra massagear... dai ja mordendo na nuca. Dai o indio velho começou a dizer que era isso que eu ja tava preparado. A coruja largou da carne de pescoço e pousou novamente no galho da árvore. Eu não sentia nada de diferente a não ser a sensação estranha que o tal bixo me causara. O velho então me olha e disse que o conhecimento tava na minha e que quando eu precisasse dele iria fluir.

A piscina coberta / L.

Eu estava em passenado em Campos do Jordão, fazia muito frio. Eu entro numa piscina coberta, com um visual anos 20. Linda!! Lá dentro era quentinho e haviam vários bebês e crianças brincando e pulando na água. Alguns eram anjinhos. Tinha uma menina, de uns 8 anos mais ou menos, que estava dormindo num cantinho. Ela tinha asas também. Mas quando a peguei no colo, vi que erabem pequena... era uma fadinha e não um anjo. E tinha uma tatuagem de coração no peito. Então ela acordou e começou a fazer gracinhas. Todos em volta começaram a rir, como se fosse o fim de um episódio de Super Amigos.