Drömma

aisling . dream . rêve . sogno . sonho . sueño . traum . śnić
Drömma Dreaming Logger — Coleção de Sonhos — Sonhário
Casa com muitos quartos / Pi

Casa com muitos quartos Sonhei que estava em uma casa grande com muitos quartos e tinha muito gente dentro, no fim do do dia (acho que aconteceu uma festa durante o dia) as pessoas estavam muito cansadas e com muito sono e frio, começou uma disputa pelos quartos e também pelos cobertores. Nesta casa estava um grande amigo meu que também sou apaixonado já faz algum tempo, e ele estava tendo uma atitude opressora em relação a situação e também em relação a mim.
Israel em trompete / li

Encontrava com SL e seu namorado e senti feliz. Fui na casa de RCA e logo ela me levou para a apresentação de seu filho, que tocaria trompete, algo sobre Israel.
Lara Grávida / Hannap

Sonhei que a Lara estava grávida.
As postagens que as amigas dela faziam, falando sobre ela faziam sentido.
Lara ia ter o filho mas não ficaria com o pai da criança.
Ela ficaria desesperada e recorreria a mim. Eu prontamente assumiria o filho e ficaria muito feliz ao lado dela. Seríamos uma família! Eu ia ganhar moral perante os amigos por ter assumido um filho que não era biologicamente meu. Assim todo mundo entenderia o tamanho do amor que eu sinto por ela.
Família / li

Dormia com meu marido e acordamos abraçados e sem roupa. Os vestimos e saímos. Usamos um elevador antigo do prédio, que só tinha dois botões para chegar na portaria. Quando fomos sair vi que a filha tinha ficado no sozinha no apartamento e meu marido achou normal. Eu não aceitei e voltei. Logo mais, Estava numa casa nova, com grande gramado e piscina. Ali ia arrumar e limpar, pois havíamos nos mudado há pouco tempo. Tinha algumas visitas, meus primos, mãe. Minha cunhada chegou de viagem, parecia estranha, tinha ficado com um olho de cada cor, e não se sentia bem. Dei água e fiz ela descansar. Ela conheceu minha tia L q chegou e meu irmão. a cunhada perguntou onde dormia minha filha, e falei que era junto de nós, ainda não havíamos comprado cama, mas era um menino.
Noronha com Antonio / Hannap

Sonhei que eu ia pra Fernando de Noronha sozinho.
Só que Fernando de Noronha não era uma ilha caríssima, era um lugar de difícil acesso, precário, sem nenhuma infra.
Eu fiquei com medo de andar sozinho por lá.

Encontrei um grupo de crianças brincando num barranco de terra vermelha.
Depois segui esses meninos, passamos por umas construções de casas.
Tudo era muito no meio do mato, bem rústico.

Entrei numa casinha de madeira por onde passavam algumas pessoas.
Do outro lado da casinha havia uma praia linda demais!

Tirei meus tênis e óculos e deixei num cantinho da casa.
Me joguei no mar cristalino, azul, brilhante.

De repente vejo o Antonio Tigre chegando na praia pela mesma entrada da casinha de madeira.
Ele estava com três crianças, seus filhos. A Gabi e o João com 5 e 10 anos (filhos da Pat Lobo, na vida acordada) e mais um bebê de colo.

Que inusitado encontrar o Antonio ali, em Fernando de Noronha! Fiquei feliz.
Nós queríamos nos encontrar.

Nadei no mar, encostei em algum bicho.
Um filhote de golfinho começou a me seguir. Eu fui para a beira da água com medo dele.
Ele veio atrás de mim até a areia. Ele era fofo e inofensivo. Só queria brincar.


Poderes / li

Eu ia para algum recanto boêmio da Cidade baixa, em Porto Alegre. Eu vi que estava acompanhada de HC, fardado e eu o chamava de General e via que éramos namorados apaixonados. Entramos na rua da República. Logo eu via CZ e sua esposa entrando em uma rua sem saída e um grande prédio como uma garagem velha e escura, ali seria um jantar com alta cúpula do governo venezuelano. CZ pedia assinatura dos chefões, para mandar para sua licença de trabalho e ninguém assinava. Logo, em uma grande loja de departamentos, eu procurava artigos para comprar e não encontrava nada.
Em nome de Jesus novamente / li

Estava pela avenida Presidente Vargas em Santa Maria, mas era uma viagem com meu marido, que era AAD. Entramos num local que era como um salão que tinha cemitérios e hotéis. Íamos passar a noite ali, e o então marido foi para um quarto separado. Eu fui atrás e lá senti que havia uma presença muito ruim. O clima ficou pesado e comecei a dizer “em nome de Jesus”, mas não conseguia movimentar minha boca, fiz grande força e consegui falar e repetir a frase e o nome de Jesus.
Polônia / li

Estava na Polônia e encontrei BM, que saía do meio de uma floresta para me dar 'oi'.Sabia que ia encontrar M. Estava feliz, e BM também feliz.
Desaparecimentos / li

Anoitecia e eu, marido e filha caminhávamos por uma rua, em que estávamos hospedados em um apartamento. Meu cunhado TF havia ficado no apartamento e nós passeávamos, quando percebi uma movimentação estranha na rua e ao comecei a correr levando minha filha, mas meu marido quis ficar para ver o que acontecia, de repente se deu uma explosão, haviam detonado um banco, e não achei mais meu marido. Não sabia se ele estava morto ou ferido.
Em momento minha filha havia desaparecido enquanto caminhávamos e ela soltou minha mão. Sentia a pior sensação de não saber onde e como ela estava.
Vazio / li

Estava num novo apartamento, que era da minha mãe. Ela havia ido viajar e fiquei com meu marido. No quarto da minha mãe havia uma cama king e muitos travesseiros e pensei que essa cama era útil para mim, em vez dela. Eu e meu marido planejamos uma viagem para praias na Colômbia. Ele saiu e eu me senti a pessoa mais sozinha no mundo, não havia com quem conversar nem planos a fazer.