Drömma

aisling . dream . rêve . sogno . sonho . sueño . traum . śnić
Drömma Dreaming Logger — Coleção de Sonhos — Sonhário
Carnes nobres / li

Eu chegava na fazenda do primo da minha avó, o Ari M.. Ia em um carro com um amigo. Chegando na casa, com uma grande escadaria na entrada, paraecia simples, mas por dentro havia muitas coisas luxuosas e caras. logo após a sala havia uma piscina e um terraço que dava para uma vista de cima dos morros de Santa Maria. alguns de seus netos e sobrinhos adolescentes estavam ali, e um deles pegava uma grande cobra verde pelas mãos. Senti medo e falei que não queria entrar na casa, por causa da cobra, e falei que minha filha também sentiria medo. Conversamos na cozinha e eu perguntava o que ele lembrava da minha bisavó e da trisavós, e ele apenas me mostrava uma imagem, como se fosse um filme do seu pensamento, das mulheres com roupas antigas no meio do campo, e logo no meio de um milharal e de trigo,, e dizia que não lembrava de mais nada além disso. Após, fomos convidados pelo primo Ari a ir jantar com ele em outra parte separada da casa, mais à noite. Eu e o amigo chegamos e entramos na casa, um ambiente mais escuro e decoração refinada, com muitas pessoas vestidas em traje black tie, e ali seria servido as melhores carnes da sua fazenda. Provei um pedaço de churrasco e a carne era sensacionalmente boa.
Após eu caminhava na Avenida Rio Branco, via muitos comércios antigos que não lembrava mais. Estava anoitecendo ou amanhecendo, naquela penumbra típica da mudança do sol, e eu procurava um taxi e não encontrava. Vi uma loja e resolvi entrar para comprar uma surpresa.
/ ????

eu dormia e sentia braços sem um corpo em volta de mim. acordava em dúvida se tinha sido um sonho ou não. dormia de novo e tinha a mesma sensação.
/ Lua

Fui comprar plantas e pirei numa costela de adão retangular.
Osório / Hannap


Luiz Osório
Matheus Osório
José Osório

Era o nome do cara que a Lara estava chamando de “meu amor”.
Nós morávamos em algum lugar. A entrada era por um buraco no chão.
A nossa cama ficava no chão.

Eu cheguei em casa e os dois estavam lá.
Abraçados na cama. Ele em cima dela.
Eu via tudo de cima.
Quando me viu a Lara saiu por uma porta lateral.

Ele era muito bonito, de olhos azuis, moreno, jovem, alto e tinha uma filhinha.
Fiquei muito desconcertado.

Subi num móvel para poder sair dali pelo buraco no teto.
Olhei pra ele e pedi ajuda para me empurrar para cima.

Ele era um sujeito querido, me ajudou.
Eu estava muito triste pois eles estavam se amando e aquela já não era mais a minha casa.
Fui embora dali.

Depois eu morava na Itália e trabalhava com a Karuna.
Ela era dona de um bar e eu era o garçom.
Eu vendia maconha escondido para os clientes, para fazer um dinheiro extra.
A Karuna não sabia de nada.

___________________________

Acordei com a percepção de que talvez esse seja o nosso futuro.
Eu vá morar em outro lugar, fazer outra coisa da vida.
Lara encontre um cara muito legal, se apaixone e viva um novo amor.
Genealogistas / li

Era noite e eu Estava viajando num ônibus da linha Curitiba-Santa Maria e meu tio OTV estava junto. Encontrei Gustavo B. No ônibus e conversávamos sobre suas músicas e sua vida, depois de tanto tempo sem nós encontrarmos. O ônibus fez uma parada para um Seminário de Genealogia, que teria Gustavo B. Tocando. O organizador era um senhor velho, famoso genealogista, e eu me lembrei que não tinha preparado nenhuma apresentação para a conferência e senti vergonha. Tinha um clima entre eu e Gustavo B. . Voltamos para o ônibus e seguimos viagem pela noite.
/ Lua

Sonhei com um campo de plantas secas.
/ ????

sonhei que só existia dentro da narrativa de outro.
/ gui v.

brenda usava um vestido azul florido, sapatos amarelos e sombra verde nas pálpebras. veio me perguntar o que eu achava da combinação. eu disse que estava boa. pegamos o carro e a levei até uma festa. entrei num supermercado com lara, mas os tomates e cebolas estavam podres. brenda me ligou dizendo que não voltaria pra casa. comecei a choramingar, implorando para que ela voltasse, mas brenda agora era minha mãe.
Bichos nos potes / Lua

Separei meus novos bichos de estimação em potes de vidro transparente pra ficar mais organizado.
A enguia quase morreu seca porque eu não consegui encontrar água pra por no pote dela.
A jibóia estava com muita fome e eu não sabia com o que alimentar, então ela ficou tentando me morder até eu conseguir segurar pela boca e começar a pisar em cima dela. Fiquei muito triste em estar fazendo aquilo mas não tinha outro jeito.
Amassei a cobra e fiquei a dobrando na esperança de que ela quebrasse igual madeira.
/ ????

a júlia e o frederico eram irmãos e moravam na mesma casa onde ele morava, em campinas. eu, que já estava longe, recebia um postal deles dizendo que deveria visitá-los algum dia, para conhecer o novo "membro" da família, uma leoa adotada. na foto do cartão, estavam todos abraçados no animal.