Drömma

aisling . dream . rêve . sogno . sonho . sueño . traum . śnić
Drömma Dreaming Logger — Coleção de Sonhos — Sonhário
Encontrando sheiks e kiwis / li

Conversei com BBF e ela falou que estava com câncer e fazia tratamento. Noboutro dia estávamos na escola Coração de Maria e fiquei sabendo que ela havia morrido e que , naquele momento acontecia seu velório. Vi sua filha e sua mãe ali, sua mãe magra e a filha YF acreditando que a mãe iria voltar. Senti maior tristeza do mundo. Anoitecia.
Voltei para casa da minha avó e no caminho encobtrei minha tia paterna, que vendia lanches e frutas na rua. Comentei que só não gostava de kiwis que ela vendia, mas o resto era ótimo, e ela falou que se eu a procurasse mais, ganharia lanches.
Fui para casa da minha avó e lá eu me arrumava. A campainha tocou por duas vezes e eram dois sheiks árabes que vinham me fazer propostas de casamento.


Farmácia no subúrbio / li

Comecei um trabalho em uma farmácia que era de LV, fica numa Eritreia de Gravataí ou Alvorada. Entrei no primeiro dia de trabalho e ela me tratou mal,indiferente, não falava nada. Vi que LV estava com os cabelos crespos e procurava uma gaveta para guardar minha carta de apresentação. Havia outra funcionária e fui perguntar coisas para ela e vi que havia mais três peças atrás do balcão, cozinha, depósito e um corredor com cama e guarda-roupa, tudo muito sujo e escuro. No meio da cozinha e dno depósito havia um vaso sanitário, um deles era extremamente sujo com restos de fezes secas até sua borda. Saímos fora e havia como uma festa na rua, e LV foi atrás de um homem. Anoitecia e tentei ir embora, mas não havia ônibus nem táxi por ali. O lugar tinha muitos marginais, que roubavam descaradamente. Logo vi LV com JG, e ela era criança, mas se beijavam calorosamente. A esposa de JG, VV, estava por ali eduquei preocupada se os visse. Tenteicarona com uns rapazes. Olhei em volta e o lugar ficava em cima de cânions, com paisagem bonita. Vi um marginalizados roubando moedas da mochila de LV e guardei-as.
Cenouras orgânicas / li

Estava num sobrado antigo, e logo familiares de MSP chegaram, iamosbpassar uns dias por ali. MSP me falou que vendia cenouras orgânicas e encomendei. Ele me mostrou se eu queria mini ou normais, pedi normais, mas quando trouxe vi que eram muito pequenas e poucas. Seunpai estava dormindo numa cama na dá-la, e eu precisava trocar os lençóis, pois em um eu havia babado muito. Logo chegou seu irmão e o abracei e dei meus pêsames pela morte de seu pai, e MSP veio junto e nos 3 nos abraçamos. Logo mais 3 3 homens vieram me abraçar, um era o jornalista CarlosNascimeto, junto do seu irmão e outro desconhecido, quando me dei conta que não havia motivos para abraçá-los. Logo vi LPD caminhando com uma amiguinha pelos corredores, e. Depois vi ADF com outra amiguinha e senti triste que não procuravam minha filha. Mas após, ADF veio até nós e brincou com minha filha, mas ela estava diferente e não tive certeza se era ela ou outra criança.
Fui ao mercado e no caminho tinha que escolher um nome de menino e escolhi Isaac Daniel.
Fui para o pátio e minha mãe disse que tia L. Deveria colocar uma placa de agradecimento na frente da casa, pois ia receber 101mil de dinheiro de imposto. No pátio havia dois cachorro de repente um estava com fome e veio até mim. Ele abocanhou meu bráctea não soltava. Queria sair e não consegui. Até que vi que era forte, tentei dobrar sua pata e não consegui e o cachorro veio se defender, e tentou morder meu rosto-pescoço.
Ritual / Lua

Sonhei que tinha que fazer um ritual por algum motivo muito importante que eu não lembro qual era, mas minha saúde mental e minha vida dependiam disso.
As pessoas pediram que eu ficasse nua e cortasse um pedaço do meu cabelo. Segurei a franja, cortei com uma faca muito estranha e coloquei os fios num pote que ficava num altar.
Não me lembro como terminou.
/ ????

o jan estava em curitiba e embora não nos encontrássemos, voltávamos a nos falar através de uma espécie de rede interna. eu me sentia feliz.
vendas / li

recebi um e-mail que eu havia vendido algumas coisas por um site da internet. Fui ver o que era e logo a operação foi cancelada, mas vi que era de uma cidadezinha de Pernambuco. Logo, dois sujeitos jovens e simples batem na porta da minha casa e dizem que vieram pessoalmente comprar as mercadorias. Eles entraram na minha casa, foram no quarto e experimentaram o tênis e escolheram outras coisas pequenas para comprar. Eram rapazes humildes e invasivos. Senti medo. Eu procurava caixas de sapato para embalar e logo eles irem embora. Abria a portinha da primeira cômoda do quarto de casal da minha mãe e lembrei que brinquei muito que ali era um apartamento das minhas bonecas.
/ ????

sonhei que viajava com a minha mãe para vistar a família de um amigo distante dela, que morava em algum lugar entre a frança e a itália. nós íamos de avião até o aeroporto de lyon, e de lá seguíamos de carro para a casa dele, que ficava no alto de uma colina, num campo muito verde e extenso. o trajeto era lindo, mas eu dormia pela maior parte. chegando lá, cumprimentamos todos. a família era formada por esse amigo, a sua esposa e dois filhos, uma garota pequena e um homem da minha idade. eu trocava de roupa e ia nadar com o filho dele, em um lago próximo. de repente, sentia vontade de tirar foto, mas me lembrava que havia esquecido minha câmera no brasil e isso me deixava triste.
Gueixa / Lua

Sonhei que namorava com um cara japonês mas ao mesmo tempo eu tinha um caso com a mãe dele, que devia ter uns 55 anos e se vestia igual uma gueixa.
Fotos estapafúrdias / Lua

Sonhei que meu irmão apareceu segurando uma Pentax k1000 e eu disse "Aê, me empresta a câmera porque eu vou fazer umas fotos maneiras e estapafúrdias demais"
/ Lua

Entrei numa casa onde o casal residente agia completamente no modo automático.
O homem, com olhar vidrado, tentava ligar o carro a todo instante, mesmo sabendo que ele não ligava. A mulher andava pela casa com o mesmo olhar, arrumando as coisas que via fora do lugar.
Nenhum dos dois pareceu se importar com o fato deu ter invadido a casa. Fiquei triste por eles viverem daquele jeito.
Saí pela varanda do quarto e fui pulando de telhado em telhado no meio da noite, me sentindo vazia.